Artigos

Email: ortopediamaurozyman-gmail.com  telefone(11) 3285-3741 / (11) 5904-2811 whatsapp (11) 98812-0843 

A coluna vertebral pode apresentar três tipos principais de desvios, denominados escoliose, cifose e lordose sendo que, na verdade, cifose dorsal e lordose cervical e lombar, já são as curvaturas naturais do corpo, ou seja, quando há um desvio excessivo, estas duas ganham os nomes de hipercifose e hiperlordose. Desvios leves costumam não apresentar sintomas e nem limitações aos pacientes, não necessitando, tratamento, porém, em alguns casos o desvio é bastante importante podendo mesmo precisar de cirurgia.

Escoliose

A escoliose é o desvio lateral da coluna em forma de C ou S, podendo ser de causa, entre outras, congênita (de nascença), neuromuscular, idiopática (sem causa aparente) e até mesmo pós traumática. Um paciente com escoliose pode apresentar assimetrias como, por exemplo, quadris e ombros com um lado mais alto que o outro; coluna curvada com mais intensidade para um dos lados; e, em alguns casos, desconforto e/ou dor local.

Hipercifose dorsal

A hipercifose dorsal acontece quando há o encurvamento para frente da região torácica, causando a “corcunda” nas costas do paciente. Na maior parte dos casos é de causa idiopática, ou seja, constitucional, sem uma causa definida; as teorias sobre esta deformidade estão associadas a má postura, herança genética, traumatismo na coluna vertebral, reumatismos e outros. Os sintomas associados à hipercifose são protuberância visível na parte mais alta da coluna e, nos casos mais graves, dor e limitação funcional.

Hiperlordose cervical e/ou lombar

A hiperlordose é a curvatura excessiva da coluna vertebral para trás, causando um arco na região lombar, acima dos glúteos (síndrome do bumbum arrebitado). Algumas das causas associadas à hiperlordose são má postura, obesidade, traumas, osteoporose, nanismo, sedentarismo, entre outras. Os sintomas envolvem o aumento da curvatura, dores nas costas e no pescoço, dificuldade para pegar peso, rigidez, entre outros.

Para se identificar e tratar os desvios da coluna, o médico ortopedista irá realizar exame clínico e solicitar exames de imagem como o raio-x e a ressonância magnética para analisar o grau de curvatura da coluna, possíveis causas e possíveis consequencias.

O tratamento conservador para os desvios da coluna poderá incluir o uso de, órteses, fisioterapia, reeducação postural global (RPG), pilates, exercícios físicos etc. A dor pode necessitar uso de medicação e /ou acupuntura.

Nos casos em que a curvatura é excessiva, ou representa riscos à saúde do paciente, o médico optará por cirurgia com o objetivo de endireitar a coluna com hastes, parafusos e ganchos, impedindo assim a progressão da doença.

Em caso de dúvidas sobre o assunto, entre em contato para uma avaliação detalhada e diagnóstico preciso!

Mauro Zyman - Doctoralia.com.br

 

 

Dr. Mauro Zyman   |   CRM 46.525

Ortopedia e Traumatologia   |   Cirurgia de Mão

 

Telefone - (11) 3285-3741 / (11) 5904-2811

Consultório - Av. Paulista, 2518 - Cj. 91 - Consolação - São Paulo, SP

E-mailEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp - (11)98812-0843