Artigos

Email: ortopediamaurozyman-gmail.com  telefone(11) 3285-3741 / (11) 5904-2811 whatsapp (11) 98812-0843 

Os nervos periféricos podem ser considerados, de forma ilustrativa, como sendo “fios condutores de eletricidade”. Eles levam os comandos cerebrais aos músculos e, no sentido inverso, os nervos levam a sensibilidade da pele ao sistema nervoso central.

lesao de nervos perifericos da mao e membros

Os nervos estão sujeitos a muitos tipos de lesão como ferimentos, tração (estiramentos), contusão por traumatismos, fraturas, esmagamentos, compressões (externas, como pesos ou internas como cistos e tumores), entre outros tipos.

Uma única lesão nesses “fios condutores” pode ter consequências importantes como a paralisia motora e alteração nos níveis de sensibilidade da pele, gerando efeitos graves ao paciente.

No caso da lesão dos nervos periféricos da mão e dos membros, o paciente pode perder os movimentos e /ou a sensibilidade dos membros superiores e ter dores, parestesias (sensação de choques e formigamentos), paresias (paralisia parcial) e paralisias, diminuindo a capacidade motora e sensitiva.

Em uma lesão dos nervos periféricos da mão e membros, é preciso que o médico ortopedista e cirurgião da mão faça uma avaliação para direcionar o paciente ao melhor tratamento, que pode ser a base de fisioterapia e, nos casos mais graves, indicações cirúrgicas, que precisam ser indicadas e realizadas no tempo correto.

Entre os tipos de lesão nos nervos que podem acometer o paciente, estão: neurapraxia, axoniotmese, e neurotmese. Na neurapraxia (ou neuropraxia) – paralisia que ocorre sem secção do nervo-, caso menos grave, a lesão é transitória e a recuperação é natural, podendo durar por algumas semanas. Na axoniotmese, acontece a ruptura dos axônios (uma parte do neurônio responsável pela condução dos impulsos elétricos que partem do corpo celular até o músculo ou neurônio), sem secção do nervo em si, e a recuperação é mais demorada, podendo durar meses. Já na neurotmese há ruptura parcial ou completa do nervo propriamente dito, e a recuperação só é possível através da intervenção cirúrgica. Ao contrário do que se pensa, o nervo é capaz de se regenerar, total ou parcialmente, mesmo quando seccionado, dependendo, para isso, de um tratamento correto e tempestivo.

Em caso de dúvidas sobre o assunto, entre em contato para uma avaliação detalhada e diagnóstico preciso!

Mauro Zyman - Doctoralia.com.br

 

 

Dr. Mauro Zyman   |   CRM 46.525

Ortopedia e Traumatologia   |   Cirurgia de Mão

 

Telefone - (11) 3285-3741 / (11) 5904-2811

Consultório - Av. Paulista, 2518 - Cj. 91 - Consolação - São Paulo, SP

E-mailEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp - (11)98812-0843