Artigos

Email: ortopediamaurozyman-gmail.com  telefone(11) 3285-3741 / (11) 5904-2811 whatsapp (11) 98812-0843 

Imagem047

Dor na mão

A dor na mão é uma queixa muito frequente, e muitas vezes, a queixa é dor na mão e formigamento na mão.

É causada por uma vasta gama de problemas, porém um exame clinico bem feito, associado a uma história detalhada, consegue determinar sua causa, rapidamente, na maioria das vezes sem necessidade de exames laboratoriais e de imagem; mesmo assim, quase sempre solicitamos exames confirmatórios, por haver uma margem de erro no exame clinico, e mesmo para documentação, quando é o caso.

As causas e diagnósticos mais comuns de dor na mão ou dor e formigamento na mão são:

Artrite, artrose, traumatismo, inflamação na mão, tendinite, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, entre outras, ou seja mais genericamente, processos inflamatórios ou traumáticos em geral.

O tratamento da dor  na mão pode ser simples ou não, dependendo da causa; quando se acompanham dor e formigamento na mão e membro superior, é possível chegar clinicamente a uma hipótese diagnóstica bem provável, e com ajuda de exames, instituir o melhor tratamento, que vai ser diferente, caso a caso, com medicação, fisioterapia, acupuntura, e às vezes cirurgia da mão.

Quanto mais precoce o diagnóstico, maior a chance de bom resultado e menor a complexidade do tratamento.

Mauro Zyman.

 tendinite de quervain

A “tendinite De Quervain” é um tipo específico de tendinite, na qual o processo inflamatório é localizado, e acomete a face externa do punho, ou seja, do mesmo lado do polegar.

Se chama De Quervain pois esse é o nome de um cirurgião suíço, que descreveu o problema.

Os sintomas são dor localizada, intensa, na hora em que se movimenta o pulso ou o polegar, frequentemente sendo mais intensa de noite. Pode haver inchaço no punho, e/ou uma saliência palpável local.

A causa é um aumento do calibre dos tendões que passam nessa região, por motivos diversos, ou uma diminuição do calibre do túnel ( estenose, constricção). Por isso, se chama, também, tendinite estenosante (compressiva) De Quervain. É associada Às vezes com a síndrome do túnel do carpo, com cisto sinovial, dedo em gatilho, ou outras doenças dos tendões e nervos, podendo também aparecer isoladamente.

O tratamento pode ser clínico, com antiinflamatórios e repouso, associado ou não a fisioterapia.

Quando falha esse tratamento, ou quando a dor é intensa, pode se lançar mão de infiltrações locais com corticoides, no intuito de melhorar os sintomas e proporcionar conforto, podendo essa medida promover cura definitiva, ou não.

Nos casos resistentes, ou quando a dor é muito incomodativa, o cirurgião de mão recorre ao tratamento cirúrgico, que consiste na abertura do túnel fibroso por onde passa o grupamento tendinoso afetado, abertura esta feita de forma que a parede do túnel cicatrize mais ampla, cessando a compressão. Os resultados são extremamente satisfatórios.

sindrome do tunel do carpo

A síndrome do túnel do carpo é uma das mais frequentes doenças da mão, e a mais frequente doença compressiva dos nervos. Os sintomas da síndrome do túnel do carpo, com frequência, são mais intensos de noite, o que não tem uma explicação uniformemente aceita, mas é mundialmente constatado.

Trata-se, como diz o nome, de uma síndrome, ou seja é caracterizada por uma série de sinais e sintomas, os quais podem ser produzidos por diferentes causas.

O paciente procura o médico com queixas de dor, formigamento e adormecimento dos dedos, em uma ou ambas as mãos.

Com análise da história e exame clínico adequado, quase sempre se chega, rapidamente, ao diagnóstico da síndrome do túnel do carpo, sem necessidade, via de regra, de exames subsidiários ou de imagem para isso.

Após feito o diagnóstico, porém, é comum que realizemos exames clínicos e de imagem, no sentido de confirma-lo, e às vezes de determinar a causa que levou à síndrome do túnel do carpo.

Entre outras, a síndrome do túnel do carpo pode ter, como causa, traumatismos, predisposição genética, cistos, tumores, tendinites, inflamações articulares (artrites e artrose). Uma condição particular é a síndrome do túnel do carpo gravídica, ou pós gravídica, causadas pelo edema e aumento de volume dos tecidos, natural da gravidez e da amamentação, a qual, via de regra, costuma regredir espontaneamente após o parto.

É frequente a associação de síndrome do túnel do carpo com outras situações, como dedo em gatilho, tendinite, osteoartrite, diabete, problemas endocrinológicos, porem a mais comum é a síndrome do túnel carpal chamada idiopática, ou seja, sem uma causa específica definida.

Existem muitas formas de tratamento descritas na literatura; infelizmente, com algumas exceções, como a doença aguda, ou pós gravídica, o tratamento de eleição costuma ser o cirúrgico; felizmente, porém, o tratamento cirúrgico, em que pese sua delicadeza e especificidade técnica, não é de alta complexidade, e o resultado, com grande frequência, é excelente, gerando um alivio rápido na sintomatologia, e um período de reabilitação relativamente rápido também.

dedo em gatilho

O dedo “em gatilho” é um tipo especifico de tendinite, em que um tendão, que normalmente desliza dentro de túneis em seu trajeto na mão, passa a não mais deslizar de forma livre, ocorrendo um “travamento” em seu percurso, que por sua vez, gera um “click” audível, e frequentemente, trava o dedo flexionado. Pode ser muito dolorido, e nos casos mais sérios, chega a ficar travado, a ponto de a pessoa não conseguir destravar sem ajuda da outra mão, ou até de terceiros.

Nem sempre o quadro chega a esse ponto, podendo haver vários graus de compressão.

A causa é inflamatória, e a inflamação, por sua vez, é causada na maior parte das vezes, por um aumento de volume localizado, desse tendão, formando uma “oliva”, que impede o deslizamento normal. Pode haver associação com artrites, traumatismo, cistos e outras causas, porem na maioria das ocasiões, não se tem um fator causal definível.

Há diferentes formas de tratamento, com antiinflamatórios não hormonais, fisioterapia, e infiltração local de corticoides, porem, na maioria dos casos, a cura é obtida somente com tratamento cirúrgico, que é muito efetivo, e com baixa incidência de complicações, sendo, por isso, indicado com muita frequência.

fraturas na mao e membro superior

O membro superior é muito frequentemente afetado por traumatismos, mesmo porque, em quedas, é reflexo, se proteger com as mãos.

A principal causa das fraturas nos membro superiores, é a queda acidental, ou doméstica, ou seja, traumatismos de baixa ou média energia, porem nos acidentes de automóvel e motocicleta, ocorrem também traumatismos complexos e de alta energia, o que faz muita diferença no planejamento do tratamento; com frequência essas fraturas acometem o punho, ombro, cotovelo, falanges, entre outros, podendo ser afetados também tendões e ligamentos, além de nervos e vasos sanguíneos, com menor frequência.

Muitas vezes, podem ser tratadas sem cirurgia, apenas com imobilização por tempo adequado, seguido de fisioterapia para reabilitação, porem, quando há desvios importantes, exposição, ou lesão associada de ligamentos, tendões ou nervos, costuma ser imperativo o tratamento cirúrgico.

Ao contrário do que se pensa, na maioria das fraturas, principalmente dos membros superiores, apesar de ser necessário atendimento em caráter de urgência, para diagnóstico e alivio da dor, o tratamento cirúrgico, quando indicado, não necessita ser realizado de forma imediata, podendo ser postergado por horas ou mesmo dias, a fim de se preparar a equipe cirúrgica, o instrumental e o material necessário, de forma adequada.

É importante que a cirurgia seja feita por especialista, e pela equipe que vá realizar o acompanhamento e tratamento pós operatório, o que, lamentavelmente, não ocorre, no nosso meio, em muitos casos, por motivos burocráticos (pronto socorro, convênios e planos de saúde, etc..), em que a equipe do pronto socorro acaba realizando a cirurgia, porem não pode, por motivos logísticos, realizar o acompanhamento pós operatório adequadamente.

 

Mauro Zyman - Doctoralia.com.br

 

 

Dr. Mauro Zyman   |   CRM 46.525

Ortopedia e Traumatologia   |   Cirurgia de Mão

 

Telefone - (11) 3285-3741 / (11) 5904-2811

Consultório - Av. Paulista, 2518 - Cj. 91 - Consolação - São Paulo, SP

E-mailEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

WhatsApp - (11)98812-0843